Os jovens e o mercado de trabalho

Por Ruy Leal

A melhor porta de entrada do jovem ao mercado de trabalho, sem dúvida, é a realização de um bom estágio. Ele permite ao estudante que passe a vivenciar um mundo desconhecido, o meio empresarial, sem que seja tratado e cobrado como um profissional. Com certeza, se o estudante souber compreender esse cenário e a empresa também, esse jovem talento acadêmico poderá aprender que, na prática, a teoria tem diversas facetas, e ele precisará saber trabalhar com essa realidade.

Infelizmente, em geral, o jovem não coloca o seu aprendizado sobre o mercado de trabalho como uma de suas prioridades de vida, só fazendo isso, como disse uma estudante em certa ocasião, quando a “água está batendo no traseiro”. Contudo, vale enfatizar: o mercado de trabalho não contrata quem só se movimenta com o “traseiro molhado” e não tenha percebido ainda que esse mundo fará parte de sua vida por dezenas de anos. Para você, estudante, que está saindo para o seu primeiro contato com o mercado de trabalho, em busca de sua vaga de estágio, sem pretensão, apresento algumas dicas que podem ser úteis para o seu êxito em sua nova etapa de vida:

1. O mercado de trabalho não contrata amadores
Contando ou não com um agente de integração para ajudá-lo na identificação de uma oportunidade de estágio, você deve fazer a sua parte. O meio empresarial possui seus códigos de conduta e de comunicação, bem diferentes daqueles que domina, vinculados aos meios educacional e familiar. Estude esse mundo, que ainda é novo para você, navegue pela Internet, entenda mais empresas, como funcionam, seus valores e o que valorizam em seus colaboradores.

2. O mercado de trabalho não aceita alienados
Os selecionadores estão cada vez mais rigorosos e atentos com os candidatos a vagas de estágio. Verificam durante o processo seletivo como o jovem “surfa” no que acontece no mundo. Saberão valorizá-lo se perceberem que você é antenado, se procura se posicionar em função dos acontecimentos e está disponível para contribuir e realizar.

3. Você será contratado pelo seu preparo acadêmico e comportamental
Em qualquer empresa, minimamente organizada, haverá atenta verificação de sua condição acadêmica, mas, acima de tudo, total atenção em como está o seu preparo comportamental. Habilidades como inteligência emocional, trabalho em equipe, criatividade voltada para a inovação, relacionamento interpessoal, espírito cooperativo, confiança no próprio “taco” e coragem para assumir riscos, são amplamente valorizados. Arrogância e autossuficiência reprovam.

4. O seu currículo é importante, mas o seu plano de vida é decisivo
Dica de ouro para você: o seu currículo levará o seu nome até a porta da empresa. Para entrar, você necessitará de seu plano de vida. empresas estão valorizando os candidatos que possuem esse importantíssimo instrumento de orientação pessoal para o futuro. Se houver compatibilidade entre o que o candidato quer para o seu futuro com os planos da empresa para os próximos anos, chances de casamento aumentam exponencialmente. Se você não souber o que quer fazer com a sua vida, a empresa pode não querer investir para descobrir.

5. O espírito guerreiro define os vencedores
Há uma parcela de estudantes que sempre estudou em excelentes escolas. Possui grande competência em tecnologia, domina dois ou três idiomas. Muitas vezes, esses estudantes ganharam experiências ou intercâmbios no exterior e, desde que quisessem, a família estava lá para municiar em tudo o que fosse ou não fosse pedido. Porém, o grande drama das empresas hoje com os candidatos aos seus programas, é descobrir o que mais interessa: se é o talento e a brilhante formação dos estudantes ou se é a couraça no lugar da pele para enfrentar intempéries do mundo corporativo. Em diversas ocasiões, o estudante irá conviver com o frustrante “não”. Há muitos jovens que não foram treinados em casa e na escola a ouvir e vivenciar a negativa para suas vontades. Quem é determinado, sabendo levantar após suas inevitáveis quedas e continuar, tem valor especial para empresas e sua chance de contratação aumenta bastante.

De tudo o que foi aqui apresentado, certamente, você precisará concentrar a maior parte de suas fichas em sua reputação. Qualquer candidato a estágio tem em sua reputação o seu maior capital, que será o seu passaporte de entrada e de manutenção na empresa. Boa reputação oferece credibilidade ao estudante. E se ele tem credibilidade, adquire a confiança das pessoas. Tendo a confiança de quem está contratando, receberá o crédito da contratação.
Compromisso, perseverança e sucesso na empreitada que agora irá realizar na busca de sua vaga de estágio, a melhor porta de entrada ao seu futuro profissional.

Ruy Leal
Superintendente geral de Instituto Via de Acesso

Assuntos relacionados

  • No Related Post

Tags: , , ,

Comentários encerrados.