Resenha: Impactos da Globalização nas Estratégias e Decisões de Marketing

Resenha: Impactos da Globalização nas Estratégias e Decisões de Marketing

FORMULÁRIO DE RESENHA BIBLIOGRÁFICA

 

Adaptado do modelo de ANTÔNIO RUBBO MÜLLER

 

 

I – OBRA :

 

 

1. RESENHISTA : Karen Reis

2. AUTOR: Claudionor dos Santos Oliveira

3. TÍTULO: Impactos da Globalização nas Estratégias e Decisões de Marketing

4. COMUNIDADE QUE FOI PUBLICADA: Editora LTR

5. FIRMA PUBLICADORA: GEO Gráfica

6. ANO: 1998

7. NÚMERO DE PÁGINAS: 118

8. FORMATO:

9. PREÇO: R$ 20,00

10. EDIÇÃO : 1ª

II. – CREDENCIAIS DO AUTOR :

11.

Claudionor dos Santos Oliveira é graduado em ciências sociais e políticas pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Especializado em Marketing pela Fundação Brasileira de Marketing. Pós-graduado em Marketing pela Universidade Ibirapuera – UNIb , Mestrado em Administração de Negócios, pela Universidade Ibirapuera – UNIb. Doutorado em ciência, com área de concentração em economia e centro de interesse em mercadologia pela UNIb em pesquisa de mercado. É professor para cursos de Pós-graduação nas disciplinas: metodologia científica e planejamento e técnicas de pesquisa.

 

III. – CONCLUSÕES DO AUTOR :

12.

Oliveira centralizou seu estudo na compreensão da Globalização a partir da evolução histórica da organização econômica e como o homem se estrutura nesse novo ambiente sócio/cultural e econômico/político. Salienta que ainda é muito cedo para afirmar que exista evidência histórica, estudos ou literaturas que indique:

√Processo da Globalização tenha caráter ideológico e político;

√Seja uma ameaça de desequilíbrio social, econômico e político;

√Nova ordem econômica mundial e Mudanças de Paradigmas;

√Declínio da industrialização e organização capitalistas;

√Surgimento das relações entre as nações.

Mas não podemos descartar do ponto de vista histórico que o homem desde os tempos dos primórdios até os dias de hoje, sempre buscou a sua expansão no planeta. À medida que o conhecimento e o avanço tecnológico acontecem, conseqüentemente, reduzindo  a matriz de tempo-espaço, as mudanças são rápidas e irreversíveis. As mudanças indicarão uma fase importante na transição da economia pós-industrial (hipótese 1).

As estratégias globais deverão ser planejadas/operacionalizados no lema: “Pensar globalmente e agir localmente”, e será um grande desafio (hipótese2). O relacionamento será a grande arma para sustentação da carteira de clientes (hipótese 3). As técnicas de marketing de relacionamento serão aprimoradas, focadas em nichos com necessidades e desejos diferentes (hipótese 4).

 

VI. – RESUMO DA OBRA :

13.

No final dos anos 80, alguns fatos históricos como a queda do muro de Berlim e o fim da contraposição do capitalismo e do comunismo, começaram a ser criadas condições básicas para inauguração dos 90, surgimento de um novo cenário pós-industrial ou pós-capitalista, contrapondo à antiga ordem clássica capitalista, onde os fatores: terra, trabalho e capital impulsionavam o desenvolvimento.

Podemos afirmar que, no início dos anos 90 é um marco de novas tendências e um novo ambiente da economia mundial. Essas mudanças afetam diretamente as empresas em ordem mundial, umas mais outras menos, normalmente são rápidas, voraz e sem aviso prévio, tudo isto cria incertezas e oportunidades, e exige soluções, flexibilização e adequações rápidas (quebra de velhos paradigmas).

Este novo cenário caracteriza-se por uma economia globalizada; concentração nos serviços; foco no conhecimento; avanços da tecnologia de comunicação e transportes; valorização da cidadania e do meio ambiente; criação de equipes de trabalho; inglês e informática como linguagem universal dos negócios; empresas (consultorias) voltadas estrategicamente para o futuro e focadas no marketing de relacionamento (satisfação = fidelização); e um homem harmonizado com seu todo existencial (transcendental) – holístico.

Todo processo de transição tem seu lado positivo e negativo (polêmicos), podemos citar: competição selvagem, fusões/aquisições de empresas, desemprego em massa, informalidade, exclusão social, especulação financeira, recessão globalizada, vazio ético e moral, perda de identidade, padronização de hábitos/costumes, desestabilização de Estados e Governos.

Segundo Peter Drucker, passamos da era do Capitalismo e da Nação-Estado para uma sociedade de conhecimentos e organizações mais eficientes. Mackenna  ainda diz que, “O marketing deixou de ser um departamento na organização é mais do que nunca uma atividade com a responsabilidade de fazer negócios” . E não dúvida em relação a estas afirmações de Drucker e Mckenna, tudo é mutação, a vida é um processo permanente de mudança e transformação.

O desafio é mensurar o desequilíbrio causado pelo processo de mudança, entender os intervalos e a velocidade com a qual elas ocorrem, porque, quanto maior o conhecimento, maior será a nossa capacidade de adaptação aos novos tempos.

 

V – METODOLOGIA DO AUTOR :

14.

A análise foi fundamentada em três métodos científicos: método descritivo, com analise categórico-dedutiva na fase bibliográfica; método por observação, com analise empírico-indutiva na fase de levantamento dos dados qualitativos e quantitativos e, finalmente, o método experimental, com análise comparativa na fase quantitativa do estudo.

 

VI – QUADRO DE REFERÊNCIA DO AUTOR :

15.

O autor, apresenta respostas objetivas a questões atuais, baseando-se em fatos históricos e de relevância para sustentar as quatro hipóteses levantadas para formulação da obra.

 

VII. – QUADRO DE REFERÊNCIA DO RESENHISTA :

16.

A resenhista utiliza como quadro de referência a Administração de Marketing, Teoria Geral de Administração, Economia e Científica.

 

VIII. – CRÍTICA DO RESENHISTA :

17.

O autor expõe de maneira didática, objetiva e muitas vezes reflexiva sobre o tema Globalização. E alerta-nos ao momento que estamos presenciando a transição da economia industrial para o pós-industrial. E que esta transição será relevante na elaboração de planejamentos estratégicos e nas decisões de marketing. O fator macro-ambiental deverá sempre constar em todo planejamento estratégico e/ou planos de marketing, e muitas vezes, deverão ser adequados ao longo de sua implementação e do controle.

 

IX. – INDICAÇÕES DO RESENHISTA :

18.

Indicado para as disciplinas: Planejamento de Marketing, Planejamento Estratégico, Planejamento Empresarial, Economia. Leitura de reciclagem e atualização para todas as áreas.

segunda-feira, 10 de maio de 2004

Assuntos relacionados

Tags: , , ,

Sem comentários.

Deixe um Comentário