Vídeos

Tecnologias da Inteligência (2009)

Pensar em internet, sistemas, programas de informação e não pensar em tecnologias parece completamente impossível, todos nós somos unânimes em perceber a importância desse fenômeno em nossas vidas, seja no trabalho, em casa, no lazer, nas instituições educacionais, no nosso consumo, nas transações financeiras, a tecnologia é extensão de nossas ações e reações.

Decodificando seus Clientes, usando a técnica RFV (Volume I e Volume II)

Uma das técnicas de datamining é o RFV/RFM (Recência, Frequência e Valor ou Recency, Frequency and Monetary). O RFV/RFM é um método muito utilizado, no âmbito do marketing, para analisar o comportamento do consumidor e para definir segmentos de mercado, mas tem sido usado em outras áreas também. A técnica RFV/RFM consiste na extração automática de padrões que representam o conhecimento implícito em grandes bases de dados.

Marketing Liquido – Volume 1 e 2

Em 2000, surge várias derivações do marketing para suprir a necessidade imediatista da era pós-moderna, tal como o marketing direto, marketing de relacionamento programas de CRM, não podia faltar a derivação, o marketing digital que por sua vez houve outro upgrade, o Marketing Líquido.


Simulação de Cenários (2009)

Simulação é a técnica de estudar o comportamento e reações de determinados sistemas através de modelos. A simulação consiste em empregar técnicas estatísticas e matemáticas em computadores com o propósito de imitar um processo ou operação do mundo real.

Redes de Colaboração entre Empresas (2009)

Nas redes de cooperação verifica-se a existência de fluxos tangíveis e intangíveis. Os fluxos tangíveis são baseados na transferência de insumos de produtos entre os agentes. Simultaneamente a essa movimentação de recursos físicos, existem os fluxos intangíveis, que se referem ao intercâmbio de informação entre empresas integradas na rede.

As empresas estão preparadas para atender a Demanda 2.0?

Além do avanço extraordinário das redes de computadores e de telecomunicações, a sociedade, mudou também, somos uma sociedade em rede. Não somos mais, aventureiros do ciberespaço, já temos gerações nascidas nesta era, os nativos digitais. Algumas empresas, em especial as industrias, estão diversificando seus produtos para atender as mais diferentes classes sociais, estilos de vidas e até regiões geográficas, antes inexploradas. Isso deve-se as fusões, aquisições e parcerias estratégias dessas empresas ao longo da cadeia de suprimentos. O uso de tecnologias da inteligência para gestão de demanda de produtos presentes no ciberespaço tem apresentado um resultado formidável na gestão dos canais de distribuição.

Ser Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital – TIDD com Profa. Ms. Karen Reis

O profissional de Tidd possui uma característica hibrida do analista simbólico que lida com tecnologias da informação, com design, interface e interação. E transita facilmente entre o humanismo e social com as ciências que lidam com tecnologias cognitivas.

Contexto Ciber com Profa. Ms. Karen Reis

Há uma dúvida que paira as mentes dos internautas em geral: Existe diferença entre ciberespaço e internet? Embora o termo ciberespaço tenha surgido com a explosão da internet no início dos anos 2000, ambas as palavras não são sinônimos. O Ciberespaço é o novo meio de comunicação e cada dia cresce em dimensões incalculáveis o número de participantes deste universo oceânicos de informações.

FMU – Jogos Digitais _Jogos em Processos de Treinamento

Atividade em sala de aula – disciplina Jogos em Processos de Treinamento